Imagem: Divulgação

 

Dentre mais de 130 inscritos, 25 trabalhos conquistaram os primeiros lugares nas nove categorias do Prêmio Gandhi de Comunicação 2020. Por conta do decreto estadual estabelecido devido a pandemia do coronavírus, a solenidade foi transmitida virtualmente, de forma inédita, nesta quarta-feira (16).  

Na categoria Impresso, o Diário do Nordeste ocupou os três lugares do pódio com as reportagens: “Mulheres de Quilombo”, autoria de Roberta Kelly de Souza Brito, Helene Cristiane, Germana Cabral, Cristina Pioner, Lorena Cardoso, Gabriela Dourado, Gustavo Marques, Abrahan Lincon e Louse Eugênio  (1º lugar); “Juventude Recrutada”, autoria de Emanoela Campelo de Melo e Diego dos Santos (2º lugar); e “Cartas de Presente”, escrito por Dahiana Araújo, Karine Zaranza, Louise Dutra, Theyse Viana, Renato Bezerra, Thatiany Nascimento e Messias Borges  (3º lugar). 

Em Telejornalismo, os dois primeiros lugares foram conquistados pela TV Assembleia com as reportagens “Mineração em Quiterianópolis: o progresso que escorreu pelo rio” e “Desafios para um Envelhecimento Cidadão”, ambas de autoria da jornalista Suely Frota. A reportagem “Despedida”, dos jornalistas Lena Ximenes e Everton Lucas, representando a TV Ceará, conquistou o terceiro lugar.  

Em Radiojornalismo, a Rádio Verdes Mares adquiriu o primeiro lugar com a reportagem “Cultura e Pandemia”, dos jornalistas Lyana Ribeiro, Daniela de Lavor e Elon Nepomuceno. E a rádio Jovem Pan News obteve o segundo e terceiro lugar com os trabalhos “ABC da infância em Fortaleza” e “Os Milagres da Ciência”, ambos de Carla Soraya, Igor de Lima,Tiago Lima e Débora Brito. 

Os jornais O Povo, Diário do Nordeste e O Otimista, respectivamente, ficaram com os três primeiros lugares da categoria Fotojornalismo. As fotografias premiadas foram: “Volta às aulas na pandemia” (Fábio Procópio de Lima); “Mulheres donas de seu tempo” (Fabiane de Paula) e “Cavalaria da PM integra jovens” (Edimar Soares).

Ângela Marinho, coordenadora do Prêmio Gandhi, conduziu a edição de forma virtual (Imagem: Divulgaçaõ)

Conteúdo online

Crescendo a cada ano, a categoria conteúdo online obteve 40 inscrições de profissionais de Fortaleza, Brasília, São Paulo, Campinas, Salvador, Florianópolis, Maceió e João Pessoa. Nesta edição o primeiro lugar foi conquistado por Verminosos por Futebol e Sintonia Filmes com o trabalho ‘Aqui é Flamengo’, que contou com a autoria do jornalista Rafael Luis Azevedo e os profissionais de cinema e audiovisual Larissa Cavalcante, Vinicius Augusto Bozzo, Priscille Gomes, Guido Nobre, Mikael Teixeira, David Lima Duarte, Gustavo Brito e Alan Kardec Filho.

O segundo e terceiro lugar ficaram com Meus Sertões, portal de Salvador. Os trabalhos premiados foram “Cruzes Estradeiras” (Paulo Oliveira da Silva e Severino Antônio da Silva) e a série de reportagem “Pessoas Que Mudam A Realidade Do Sertão Para Melhor” (Paulo Oliveira da Silva).

Comunicação Interna

O Hospital Universitário Walter foi o primeiro colocado na categoria Comunicação Interna com o trabalho “As pessoas e a valorização das suas histórias como ferramenta estratégica de comunicação para a construção de uma cultura de paz durante a pandemia de covid-19 no Hospital Universitário Walter Cantídio” (Ludmila Wanbergna Nogueira Félix e equipe). 

O Ministério Público do Estado do Ceará conquistou o segundo lugar com o trabalho intitulado como “#TodoCuidadoImporta” (Larissa da Silva Viegas e equipe). Já o terceiro ficou com a Secretaria de Educação do Governo do Estado do Ceará com “Seduc exibe série de publicações com histórias de ex-alunos que ingressaram no ensino superior”, de autoria do Bruno Parente Correia Mota e equipe. 

Estudante Mídia Impressa

1º LUGAR: “Caminhos: o futuro da educação cearense” (Antônio Leonardo de Sousa Reis – UFC)

Estudante Mídia Eletrônica

1º. LUGAR: “A um livro de distância” (Beatriz Rabelo Cavalcante – UFC)

2º. LUGAR: “A dois metros: histórias não contadas da pandemia” (Natali Lima de Carvalho – UFC)

3º. LUGAR: “A gente vive com Aids, mas não quer morrer de Aids” (Fayer Yago do Vale Lima – Unifor)

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)


1º. LUGAR: “Jornalismo de Soluções: uma proposta para notícias em tempos de pandemia” (Maria Aparecida da Silva Souza – UNI7 – Orientadora: Eulália Camurça)

 2º. LUGAR: “Democracia além de fronteiras: a função cívica do jornalista na cobertura internacional e humanitária” (Natália Xavier Coelho – Unifor).

 3º. LUGAR: “Trajetórias múltiplas: narrativas de pacientes  com esclerose múltipla” (Kamyla Cristina Galdino de Freitas – UFC). 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here