Informação necessária.
 

CADASTRE-SE

Faça seu cadastro para receber nosso informativo eletrônico:
Nome: Informação necessária.
E-mail: Informação necessária.E-mail inválido.
 
Youtube Twitter Facebook
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

ARTIGOS

  24/07/2017 

Semente na boa terra - Padre Geovane Saraiva

A criatura humana é mais do que nunca convidada a escutar a voz de Deus, do íntimo da consciência, num estilo de vida, identificado com Evangelho. O estigma da insensatez do mundo, da ausência de corações generosos e solidários pede coragem e desafia os cristãos. Hoje se olha para o mundo, no qual estamos inseridos, marcado por pouco iniciativa de justiça, solidariedade e paz, claro nos sinais de morte e violência de toda natureza, pelo terreno impermeável, espinhoso e de muitas pedras.
 
Somos chamados a semear bondade, generosidade e humildade, em meio às dificuldades. A parábola do semeador nos fala de uma terra boa e fértil, o coração humano, no qual a semente, uma vez plantada, cresce e frutifica. Convencidos da força da Palavra de Deus no coração dos seguidores de Jesus de Nazaré, ao confiar na ação longe de incoerências e contradições da vida. “Jesus nos convida hoje a nos olharmos por dentro, a agradecermos pelo nosso terreno bom e a trabalharmos os terrenos que ainda não são bons”, disse o Papa Francisco.
 
A humanidade vive novos tempos, envolvida em desconcertantes crises. Como filhos da Igreja, repletos de confiança, somos convidados a reavivar o dom da fé e a reaprender com Filho de Deus, numa postura lúcida e responsável, identificada com o Seu Evangelho. Só mesmo um mundo inflamado da força e bondosa misericordiosa de Deus, com a consciência de que a Igreja é organização de voluntários, da qual se espera muito de seus membros.
 
A exemplo do agricultor, seguro e confiante de bons resultados em uma terra boa, jamais nos esqueçamos de colocar em nossas mãos e em nossa boca o projeto do Deus, precioso tesouro de amor solidário e fraterno. Amor este, a ponto de confundir, pelos bons frutos,  ação com oração, nas palavras de Madre Teresa de Calcutá: “As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam”. Assim seja!
 
 
 
 
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

PÁGINA INICIAL

 
 

Copyright © 2009-2017 Agência da Boa Notícia  •  Todos os direitos reservados.
Av. Des. Moreira, 2120, sala 1307 - Aldeota  •  CEP: 60170-002  •  Fortaleza - CE
Fone/Fax: (85) 3224.5509  •  E-mail: boanoticia@boanoticia.org.br

    www.igenio.com.br