Informação necessária.
 

CADASTRE-SE

Faça seu cadastro para receber nosso informativo eletrônico:
Nome: Informação necessária.
E-mail: Informação necessária.E-mail inválido.
 
Youtube Twitter Facebook
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

NOTÍCIAS

  01/07/2016 
PREVENÇÃO

Seminário discute cultura do medo, o custo econômico e social da violência e a impunidade

O objetivo do evento é compreender as causas que levam adolescentes a serem vítimas ou atores de homicídios no Estado.

Acontece, nessa sexta-feira (1), o II Seminário Prevenção de Homicídios na Adolescência: discutindo a cultura do medo, o custo da violência e a impunidade. O evento será realizado na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace). Ao longo do dia, pesquisadores irão debater o tema da violência sobre diferentes perspectivas (ver programação).

O seminário é uma das atividades desenvolvidas pelo Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência com o objetivo de compreender as causas que levam adolescentes a serem vítimas ou atores de homicídios no Estado.

No período da manhã, as palestras abordarão a espetacularização da violência pelos meios de comunicação e a contribuição das coberturas para o estabelecimento de uma cultura do medo. A mesa será mediada pela jornalista Ângela Marinho, que é diretora de Comunicação da Agência da Boa Notícia e membro da Comissão Nacional de Ética da Federação dos Jornalistas (Fenaj). À tarde, será a vez de discutir os custos – econômicos e sociais – da violência. Também à tarde haverá a apresentação da experiência do Estado do Espírito Santo no enfrentamento dessa problemática.

Além dos seminários, o comitê realizou pesquisa com famílias de adolescentes assassinados e com adolescentes apreendidos por crime letal, em Fortaleza e em outras seis cidades (Sobral, Juazeiro do Norte, Caucaia, Maracanaú, Horizonte e Eusébio). Os dados estão sendo analisados e serão divulgados ainda no mês de julho. Outra estratégia adotada para ouvir as comunidades foi a realização de audiências públicas nos territórios, no total de 11.

Programação
9h – Abertura
9:30h – Discutindo a cultura do medo e da violência
Helena Martins - Doutoranda em Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB), Integrante do Observatório de Economia e Comunicação da Universidade Federal de Sergipe (OBSCOM-UFS) e representante do Intervozes no Conselho Nacional de Direitos Humanos.
Suzana Varjão - Jornalista e gerente do Núcleo de Qualificação e Monitoramento de Mídia da ANDI – Comunicação e Direitos Humanos
Flora Daemon - Professora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, pós-doutora em comunicação pela Universidade Federal Fluminense e autora do livro "Sob o signo da infâmia: das violências em ambientes educacionais às estratégias midiáticas de jovens homicidas/suicidas".

Ângela Marinho (Mediadora) - jornalista, diretora de Comunicação da Agência da Boa Notícia e membro da Comissão Nacional de Ética da Federação dos Jornalistas (Fenaj).

11h - Discutindo a cultura do medo e da violência
Michel Misse - Doutor em Sociologia, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro; pesquisador da área da violência, com diversos estudos publicados sobre o tema, além de fundador e atual diretor do Núcleo de Estudos em Cidadania, Conflito e Violência Urbana da UFRJ.

12:30h - intervalo para almoço
14h – Custos Econômicos e Sociais dos Homicídios – discutindo políticas Públicas e enfrentamento à impunidade
Daniel Cerqueira – Doutor em Economia pela PUC-Rio e técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Flávia Soares - Mestre em Direito Constitucional, Promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional Criminal de Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública do Ministério Público do Estado do Ceará.
Guilherme Pacífico da Silva (Subsecretário de Segurança do Espírito Santo) e Gabriela Macedo Lacerda Riegert (Secretaria de Estado Extraordinária de Ações Estratégicas do Espírito Santo) - Políticas sociais e de segurança pública na prevenção do homicídios na adolescência

16h – Mesa de debate com os convidados (Mediação UNICEF)

Serviço
II Seminário Prevenção de Homicídios na Adolescência: discutindo a cultura do medo, o custo da violência e a impunidade
Data: 1 de julho
Horário:  9h às 17h
Local: Auditório da Unipace (Avenida Pontes Vieira, 2391 - Dionísio Torres, 6º andar)

Com informações do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência
 

Última atualização: 30/06/2016 às 18:21:14
 

Notícias Relacionadas

19/04/2017    Com lista de tarefas do bem, “Baleia Rosa” propõe o oposto de jogo mortal
06/09/2016    Movimento mundial conscientiza sobre a realidade do suicídio e que é possível prevenir
24/06/2016    Entidades promovem caminhada de conscientização em alusão ao Dia Mundial de Combate às Drogas
21/06/2016    Jovens da comunidade do Titanzinho participam de ação de prevenção às drogas
21/06/2016    ONG lança campanha focada no combate ao zika vírus e no cuidado de bebês com microcefalia
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

PÁGINA INICIAL

 
 

Copyright © 2009-2017 Agência da Boa Notícia  •  Todos os direitos reservados.
Av. Des. Moreira, 2120, sala 1307 - Aldeota  •  CEP: 60170-002  •  Fortaleza - CE
Fone/Fax: (85) 3224.5509  •  E-mail: boanoticia@boanoticia.org.br

    www.igenio.com.br